Abertura de Concurso para atribuição de Bolsas Individuais de Doutoramento, Doutoramento em Empresas e Pós-Doutoramento 2015 – a decorrer!

Abertura de Concurso para atribuição de Bolsas Individuais de Doutoramento, Doutoramento em Empresas e Pós-Doutoramento 2015

A decorrer entre 7 de abril e 11 de maio

Decorre até 11 de maio, às 17 horas (hora de Lisboa), o concurso da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) para a atribuição de Bolsas Individuais de Doutoramento, Doutoramento em Empresas e Pós-Doutoramento 2015.

A este concurso podem candidatar-se cidadãos nacionais, de outros estados membros da União Europeia ou de estados terceiros, residentes em Portugal, ou cidadãos nacionais de países com os quais Portugal tenha celebrado acordos de reciprocidade.

No caso das BPD podem ainda candidatar-se cidadãos estrangeiros não residentes em Portugal, desde que a candidatura seja apoiada por uma instituição nacional e o plano de trabalhos decorra integralmente em Portugal.

Para concorrer a Bolsas de Doutoramento e Bolsas de Doutoramento em Empresas é necessário:

Ter concluído, até à data de submissão da candidatura, uma licenciatura pré-Bolonha e/ou mestrado pré ou pós-Bolonha; ;
Ter média de licenciatura pré-Bolonha ou de mestrado pós-Bolonha igual ou superior a 14 ou, tendo média inferior a 14, ser autor de um trabalho original, com arbitragem por pares, já publicado ou aceite para publicação até à data da candidatura, ou possuir um indicador de realização equivalente;
Não ter beneficiado de uma BD/BDE diretamente financiada pela FCT, independentemente da sua duração;
Não ter sido selecionado para atribuição de bolsa em qualquer dos Programas de Doutoramento FCT.
Para concorrer a uma bolsa de Pós-Doutoramento é necessário também:

Ter concluído o doutoramento, até à data de submissão da candidatura;
Ser autor de, pelo menos, um trabalho original com arbitragem por pares, já publicado ou aceite para publicação à data da candidatura, ou possuir um indicador de realização equivalente;
Ter pelo menos um indicador de produtividade científica por cada três anos após o grau de doutor;
Não ter beneficiado de uma BPD diretamente financiada pela FCT. Não obstante, a título excecional, no concurso de 2015, poderão concorrer, para um período máximo de três anos , candidatos que já beneficiaram de uma BPD financiada pela FCT.

 

Aviso de abertura e mais informações disponíveis na página da FCT, aqui.

Arquivos
Últimas Notícias